JCM @ 16:56

Qui, 30/06/11

Em Junho de 2010 a Plataforma Cidades, dinamizada pelo Arquitecto Pompílio Souto, produziu o seguinte Apelo aos Parceiros do 'Parque da Sustentabilidade' (onde se integra o projecto para o Alboi):

 

'Apelo aos Parceiros no Projecto (documento completo aqui)

 

1)

Do ponto de vista conceptual, a tipologia de projecto, de propósitos e de instrumentos subjacentes à iniciativa Parque da Sustentabilidade é muito interessante e inovadora.

2)

As parcerias constituídas envolvem entidades que, nalguns casos, são referências nas respectivas áreas de actuação, coisa que é importante todos salvaguardarem, quer para seu governo, quer para nosso benefício.

A dimensão do que se tem em vista realizar é enorme, bem como o seu impacto, sendo que este é, nalguns casos, dificilmente reversível.

3)
O enquadramento estratégico dos casos a tratar; as soluções previstas, os resultados induzidos por grande parte dos projectos conhecidos, e, sobretudo, o modo como, em tudo isso, se incluíram os cidadãos – as suas dúvidas e certezas –, suscitaram um enorme clamor público e uma bastante significativa contestação.

4)
Questionam-se não só opções, mas também – e, sobretudo –, a falta de divulgação fundamentada do que se pretende e de abertura à participação dos cidadãos na busca dos desenvolvimentos e opções que melhor sirvam a cidade.

Este questionamento – ao invés do que alguns pensam – constitui, de facto, um contributo muito positivo e, corresponda ou não aos propósitos dos Parceiros no Projecto, é hoje já uma aquisição que todos devemos vivamente saudar.

5)
Neste quadro, e tendo em conta que agora é (ainda) mais premente o rigoroso escrutínio da oportunidade dos investimentos; considerando que a razão de ser e bondade de um qualquer projecto, hoje, já não deve ser, sobretudo, a facilidade de financiamento das respectivas obras, apelamos:

a) Aos Parceiros no Parque da Sustentabilidade
i. Que, recorrendo às especiais competências e responsabilidades de alguns e a importância de todos no processo, reavaliem os conteúdos e a oportunidade das soluções projectuais e dos investimentos previstos;
ii. Que, nesse processo, não deixem de ter em conta o contraditório constituído pelos Cidadãos, a cada um, a cada caso e a todos, dando resposta clara e sustentada;
iii. Que, perante o eventual dilema de perder comparticipações ou ganhar qualidade e sustentabilidade (disciplinar e pública), nos projectos, optem por esta última;

b) Aos Cidadãos, apela-se que continuem a identificar dúvidas e a procurar respostas, porque, sendo isso justo e bom, é um modo de qualificar os processos e os produtos, neste caso, ajudando a construir a Cidade Querida'.

 

 

O apelo foi subscrito por várias personalidades aveirenses (entre as quais os Professores Júlio Pedrosa e Carlos Borrego) e mereceu as seguintes respostas.

 



Facebook
Arquivo
Pesquisar
 
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
21
22
23
24

25
26
27
29
30


blogs SAPO